Lar Todas Noticias Associação coletivo LGBTQIAP+ é declarada de utilidade pública na Câmara de Extrema

Associação coletivo LGBTQIAP+ é declarada de utilidade pública na Câmara de Extrema

por
0 comentário


Decisão foi tomada por unanimidade entre os vereadores presentes
Crédito: Divulgação
Na Sétima Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Extrema, realizada em 1º de abril de 2024, um marco significativo foi alcançado com a aprovação unânime do Projeto de Lei Ordinária Nº 3976/2024. Este projeto declara a Associação Coletivo LGBTQIAP+ de Extrema-MG como entidade de utilidade pública, reconhecendo sua importância e relevância social.

Crédito: Divulgação
O Projeto de Lei, destaca a atividade desenvolvida pela associação como sendo de extrema importância e relevância social, em prol da causa LGBTQIAP+. A justificativa ressalta o constante embate contra discursos de discriminação e a necessidade de políticas públicas para a transformação social nesse contexto.

Crédito: Divulgação
Os vereadores reconheceram a importância do trabalho realizado pela Associação Coletivo LGBTQIAP+ de Extrema-MG e sua contribuição para a promoção da inclusão e diversidade na cidade, a decisão foi tomada por unanimidade entre os presentes, refletindo o apoio e reconhecimento da Câmara Municipal à causa LGBTQIAP+. Esta decisão demonstra o compromisso e a sensibilidade das autoridades e representantes da sociedade civil em promover um ambiente mais inclusivo e respeitoso para todos os cidadãos de Extrema.

Crédito: Divulgação
Com a declaração de utilidade pública, a Associação Coletivo LGBTQIAP+ de Extrema-MG poderá usufruir dos benefícios legais previstos nas legislações em vigor, fortalecendo ainda mais suas ações em prol da comunidade LGBTQIAP+. O presidente do coletivo, Fabiano Maciel, falou sobre essa conquista histórica e destacou a importância desse marco para a comunidade e para toda a região:
“Extrema deu hoje um marco muito importante no combate à homofobia e à transfobia em nossa cidade, que é a primeira cidade de Minas Gerais, de São Paulo para cá, e nós temos a obrigação de dar o exemplo para as demais cidades da região de Minas, que infelizmente é muito fraca em movimentos sociais. Essa é uma pauta muito séria, que afeta a vida de todo mundo. E que nós precisamos que acima de qualquer convicção religiosa, acima de qualquer convicção política, lembrar que a gente está lidando com vidas, com seres humanos. Tem mães e pais sofrendo com o que está acontecendo com seus filhos, crianças sofrendo bullying nas escolas.” Fabiano Maciel.
Fique atento para mais atualizações e novidades sobre este importante passo em direção à igualdade e diversidade em nossa cidade!
Acompanhe o trabalho do Coletivo, acessando no Instagram @coletivolgbtextrema.

você pode gostar

Deixe um comentário