Lar Esportes Diniz na seleção deixa caminhos do Flu na Libertadores em segundo plano

Diniz na seleção deixa caminhos do Flu na Libertadores em segundo plano

por admin
0 comentário
diniz-na-selecao-deixa-caminhos-do-flu-na-libertadores-em-segundo-plano
A quarta-feira (5) foi bem atípica no Fluminense. No dia seguinte ao anúncio de Fernando Diniz como técnico da seleção brasileira, o Tricolor já sentiu alguns reflexos na decisão do treinador de acumular as duas funções. O sorteio da Libertadores, que colocou o Argentinos Juniors como adversário das oitavas de final, ficou em segundo plano.
O dia começou com uma entrevista coletiva do presidente Mário Bittencourt, no CT Carlos Castilho, para falar sobre o técnico. 

O Flu apoiou integralmente a decisão de Diniz de conciliar os cargos de treinador do clube e da seleção brasileira. A princípio, o Tricolor não enxerga nem conflito de interesses, nem prejuízo.
– Entre perder a comissão técnica, encontrar um caminho para não ficar desassistido, e a gente possa atender a seleção, optamos por esse caminho. Se fosse uma condição, pagar a multa e tirar o Fernando, não aceitaríamos e ele também não. Fomos lá para conversar porque não aceitaríamos que o Fluminense fosse prejudicado. Mas tínhamos o receio de perdê-lo por inteiro no meio do caminho – admitiu Bittencourt.
Minutos depois do fim das perguntas, o sorteio da Libertadores colocou um velho conhecido no caminho do Fluminense. O Argentinos Juniors, adversário do clube na competição em 2011, será o rival do Tricolor nas oitavas de final.

Diniz é apresentado na seleção brasileira

Os quase 8 km que dividem o CT Carlos Castilho da sede da CBF foram percorridos não só por muitos jornalistas, mas também pelo técnico Fernando Diniz, o presidente Mário Bittencourt, seus assessores e outros funcionários do Fluminense.

 

Horas depois do sorteio, chegou a hora da apresentação de Diniz como técnico da seleção brasileira. 
Mário se sentou ao lado do presidente Ednaldo Rodrigues na primeira fila e assistiu bem de perto à coletiva do treinador. Depois, em breve conversa com jornalistas, reiterou que não haverá prejuízo técnico ao Fluminense, e que o técnico estará à beira do campo em todos os jogos do Tricolor.

Argentinos Juniors é adversário na Libertadores

Sobrou até pouco tempo para que houvesse repercussão sobre o adversário da Libertadores. O Argentinos Juniors, carrasco do Corinthians, estará no caminho do Fluminense.

Em termos de logística, o chaveamento foi considerado positivo, já que a viagem para Buenos Aires é tranquila. Esportivamente, entretanto, o time que revelou Diego Armando Maradona promete ser uma pedreira.
Assim como o Flu, a equipe tem um trabalho longo de um treinador — considerado o melhor da Argentina no momento. O ex-zagueiro Gabriel Milito é o comandante. A equipe joga no 3-5-2, mas gosta de propor jogo. 

Confronto épico na Libertadores em 2011

O Fluminense já enfrentou o Argentinos Juniors em quatro partidas pela Libertadores, além de um amistoso. O último confronto foi épico: um 4 a 2 com gol e classificação do Tricolor no fim do jogo.

Hoje diretor de planejamento do clube, Fred foi o herói da classificação — o Flu precisava vencer e tirar a diferença do saldo de gols para ir às oitavas. No fim, uma briga generalizada que se estendeu do campo aos vestiários. 
Antes disso, na Libertadores de 1985, o então campeão brasileiro Fluminense foi derrotado por duas vezes e eliminado pelo time argentino, que acabou conquistando o título daquela edição.

você pode gostar