Lar Esportes Dirigente do Flamengo critica nota do Palmeiras contra CBF: ‘Inaceitável’

Dirigente do Flamengo critica nota do Palmeiras contra CBF: ‘Inaceitável’

por admin
0 comentário
dirigente-do-flamengo-critica-nota-do-palmeiras-contra-cbf:-‘inaceitavel’
– As recentes polêmicas entre Palmeiras e CBF viraram assunto também no Flamengo. Nesta quinta-feira (6), Marcos Braz, vice-presidente de futebol, e Bruno Spindel, diretor de futebol, concederam entrevista coletiva no Ninho do Urubu e foram questionados sobre o tema. E os dois criticaram a postura do time paulista em relação a CBF.
– Com certeza estamos acompanhando. Num primeiro momento ele não se refere ao Flamengo. É uma queixa do Palmeiras com a CBF. A CBF foi dura na resposta, o Palmeiras foi mais duro ainda no que passou para a imprensa. O que não pode acontecer é que se tenha uma pressão dessa em cima da comissão de arbitragem falando que o “sistema não interessa o Palmeiras ser campeão duas vezes”… O Flamengo foi campeão duas vezes há pouco. É muito preocupante – afirmou Marcos Braz, que depois comentou o protesto de torcedores do Palmeiras na sede sa CBF, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
– E é mais preocupante ainda, não quero ser irresponsável no que vou falar, a torcida do Palmeiras vir fazer pressão aqui na CBF. Porque se a gente acordar aqui querendo fazer pressão, imagina a torcida do Flamengo querendo fazer pressão ali na CBF. Não vai ser bom ali para o hospital em frente, não vai ser bom para nada. Nem para o Barra Shopping, vai chegar lá no Barra Shopping. Temos que ter cuidado em algumas explanações para não tirar do tom alguma reclamação. No meu entender, é um problema do Palmeiras com a CBF, mas assusta pelo tom das palavras, pelo tom do que foi escrito e por outras situações. É assustador, estamos acompanhando, atentos. Espero que quem cuida da arbitragem, o presidente da comissão, que sigam dentro do protocolo tentando melhorar sempre, mas se ajoelhar para nenhum tipo de forçação de barra.

Dirigente cobra punição ao Palmeiras

Após Marcos Braz, Bruno Spindel também comentou as falas do auxiliar João Marcos e a nota publicada pelo Palmeiras em resposta a CBF. O diretor de futebol cobrou “punição dura” aos envolvidos.
– Primeiro, a gente confia plenamente na idoneidade da instituição e dos seus profissionais. E também do presidente da comissão de arbitragem, do Wilson Semene. A regra do jogo, dentro do que pode ser feito fora do campo, tem que ser muito clara e as punições têm que ser muito severas para quem não respeita a regra do jogo. Questionar lisura e idoneidade publicamente das pessoas que trabalham lá e dos árbitros… Não estou falando que não tem erro, pode ter erro de arbitragem para todos os lados, acontece. Como a gente erra, como o treinador erra, como jogador erra, o VAR erra. Mas questionar idoneidade e lisura em busca de benefício esportivo é inaceitável e tem que ter punição dura. A CBF tem que ser muito dura ao traçar essa linha da regra do jogo, se não vira bagunça – finalizou Spindel.

Entenda a polêmica envolvendo o Palmeiras e a CBF

– As rusgas envolvendo Palmeiras e CBF começaram na última semana, após o auxiliar técnico João Martins insinuar que haveria um “sistema” tentando impedir o título brasileiro do Palmeiras. O português também criticou a arbitragem e o futebol brasileiro. Depois, em nota, a CBF disse considerar a atitude “infantil e até xenofóbica”. Em resposta, o Palmeiras, também por nota, questionou erros da arbitragem contra o time e o “tom agressivo” do comunicado da CBF.

você pode gostar