Lar Cidades Pouso Alegre reforça prevenção da dengue em meio a crise nacional da doença

Pouso Alegre reforça prevenção da dengue em meio a crise nacional da doença

por
0 comentário
pouso-alegre-reforca-prevencao-da-dengue-em-meio-a-crise-nacional-da-doenca


Município pede à população combate ao mosquito e orienta sintomáticos a buscarem rede pública de saúde; cenário não está entre os mais graves de MG, mas é considerado desafiador Aumento no número de casos de dengue preocupa Prefeitura de Pouso Alegre
Crédito: Prefeitura de Pouso Alegre
O crescente número de casos de dengue levou a Prefeitura de Pouso Alegre reforçar os cuidados para combater a proliferação do mosquito transmissor da doença. Apesar da cidade não estar em situação crítica, os casos tiveram aumento significativo e preocupam autoridades locais.
Mais de 80% dos focos do mosquito estão nos quintais de residências, por isso a campanha de conscientização é tão importante.
Números e orientações
Pouso Alegre notificou 6.056 casos de dengue até o dia 2 de maio, sendo 4.959 pacientes prováveis (casos positivos, casos em investigação, aguardando coleta de exame e resultados) e 1.094 diagnósticos já descartados. Duas mortes foram confirmadas no período, dois óbitos descartados e outros dois estão em investigação. Em todo o Estado de Minas Gerais, foram confirmados até o momento 179 óbitos e outros 627 estão em investigação.
Os pacientes sintomáticos são orientados a procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima em casos de sintomas leves. Já em casos intermediários, a orientação é buscar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou os Postos de Atendimentos.
“É essencial priorizar a busca nas unidades básicas de saúde para casos leves de dengue. A UPA deve ser reservada apenas para situações intermediárias, evitando lotação e atrasos no atendimento. Contamos com a colaboração de todos para garantir uma resposta eficaz diante desse desafio”, pontua a secretária de Saúde, Rosaly Esther Matozzo.
Pacientes sintomáticos leves são orientados a procurar Unidades Básicas de Saúde; casos intermediários são atendidos na UPA
Crédito: Prefeitura de Pouso Alegre
Na UPA, os pacientes passam por uma triagem, onde são classificados de acordo com o risco. Pessoas com 60 anos ou mais, crianças com menos de 10 anos, gestantes e pacientes com comorbidades graves têm prioridade no atendimento por possuírem maiores chances de desenvolver complicações decorrentes da dengue. Os pacientes com quadro grave ou comorbidades graves recebem acompanhamento especializado da epidemiologia.
Seguindo o protocolo, os pacientes são encaminhados para consulta médica, onde são solicitados os exames necessários. Os resultados positivos são priorizados, enquanto os negativos são encaminhados posteriormente.
Considerando que a colaboração da população é essencial para o sucesso no combate ao mosquito da dengue, a Prefeitura de Pouso Alegre orienta algumas ações simples e eficazes:
Evite o acúmulo de água nos pratinhos de plantas, lavando com água e sabão ao menos uma vez por semana;
Embale garrafas pet e de vidro vazias que não serão utilizadas e guardar com a boca para baixo em local coberto;
Troque a água dos vasos de plantas aquáticas semanalmente, lavando-os por dentro com escova, água e sabão;
Descarte objetos que possam acumular água, como embalagens, potes, latas, copos, garrafas vazias, etc;
Remova folhas e detritos que possam impedir o escoamento da água pelas calhas;
Mantenha a caixa d’água sempre fechada com tampas adequadas e lave semanalmente com escova e sabão;
Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada; não descarte em terrenos baldios.
Na UPA, pacientes passam por uma triagem e são atendidos de acordo com uma classificação de risco
Crédito: Prefeitura de Pouso Alegre
Prefeitura de Pouso Alegre (MG)
Site: www.pousoalegre.mg.gov.br
Instagram: @prefeituradepousoalegre
Facebook: @PrefeituradePousoAlegre
Youtube: @tvPMPA

você pode gostar

Deixe um comentário