Lar Todas Noticias Pré-Carnaval – Betim – MG

Pré-Carnaval – Betim – MG

por redação
0 comentário

Combate ao trabalho infantil e à violência contra a mulher, e incentivo ao sexo seguro serão pautas da prefeitura durante a festa.

– O Pré-Carnaval Betim 2024 promete cores, brilhos, samba no pé, alegria… e conscientização. É que a prefeitura vai aproveitar a festa para promover campanhas educativas para conscientizar os foliões sobre temas como o combate ao assédio e à violência contra a mulher; o sexo seguro; e o enfrentamento ao trabalho infantil. As ações começam já nesta sexta-feira (2), um dia antes do evento, e seguem durante todo o pré-carnaval, no sábado (3) e no domingo (4), na Rua do Rosário – onde os desfiles dos blocos serão realizados.

– Na sexta (2), às 17h, a Secretaria Municipal de Assistência Social promove uma blitz educativa sobre o combate ao trabalho infantil e à exploração sexual de crianças, adolescentes e mulheres. A ação terá início em frente à Igreja São Francisco de Assis e seguirá até a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Betim). A iniciativa vai orientar a população sobre como identificar e onde denunciar o crime. A atividade seguirá no sábado e no domingo, em todo o circuito dos desfiles.

Público feminino bem-protegido

Organizada pela Patrulha de Proteção à Mulher (PPM) da Guarda Municipal, a Me Respeita, UAI é a campanha de destaque deste pré-carnaval. A ação seguirá dois importantes protocolos de prevenção à violência contra a mulher: o “Sinal Vermelho” e o “Não É Não”. A mobilização, que terá a parceria da Divisão de Políticas Públicas para a Juventude, terá início às 11h, no sábado (3), e às 10h30, no domingo (4), no espaço de concentração dos blocos – Rua do Rosário, em frente ao número 339.

No local, as equipes da Guarda Municipal irão distribuir uma cartilha informativa em formato de leque que aborda o “X Vermelho

” e disponibiliza os canais para denúncias em caso de violência. Já a equipe da Juventude promoverá uma adesivagem especial do botton “Não é Não” e orientará o público sobre os limites da interação respeitosa com as mulheres. Os foliões também serão instruídos sobre possíveis violações de direitos e a importância de acionar os agentes da Guarda Municipal, que estarão em pontos estratégicos do circuito, ou o posto da corporação, que será montado no Ginásio Poliesportivo Divino Braga.

– O Sinal Vermelho foi instituído como um pedido de ajuda para vítimas de violência doméstica ou familiar pela Lei Municipal 14.188/21. Ele prevê a apresentação de um X preferencialmente vermelho na palma da mão como pedido de socorro para mulheres nessas condições. O objetivo é que toda a população seja capaz de identificar o pedido de ajuda e auxiliar a vítima.

“Desenhar um X, preferencialmente vermelho, na palma da mão e exibi-lo é uma maneira discreta, rápida e silenciosa para a vítima denunciar a violência de gênero. Ao ser identificado o pedido de socorro por meio da visualização desse sinal, os comerciantes e toda a população já conscientes do tema poderão acionar imediatamente os agentes de segurança, tanto pessoalmente quanto pelos canais de atendimento: a Guarda Municipal, pelo telefone 153; a Polícia Militar, pelo 190; ou a Central de Atendimento à Mulher, pelo 180 para sejam todas as medidas cabíveis”, explica a responsável pela Patrulha de Proteção à Mulher (PPM) da Guarda Municipal, Nayara Souza.

– Já o “Não é Não” acompanha a lei federal nº 14.786, que estabelece a prevenção ao constrangimento e à violência contra a mulher. Neste protocolo são considerados casos de constrangimento à vítima, como qualquer insistência física ou verbal sofrida após a contestação dela, com ou sem violência corporal. Em casos de violações de direitos, a vítima deverá ser prontamente protegida para relatar a situação, ser informada sobre os seus direitos e ser imediatamente afastada e protegida do agressor.

Sexo seguro

→ Nos dois dias de folia, das 13h às 17h, profissionais da Secretaria Municipal de Saúde estarão em uma tenda montada na Praça São Cristóvão para dar orientações ao público sobre as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e as profilaxias de pré (PrEP) e pós-exposição (PEP) ao HIV. Além do material informativo, serão distribuídos aos foliões preservativos internos e externos, gel lubrificante e o autoteste para HIV. A prefeitura vai instalar ainda dispersores de preservativos em seis pontos ao longo do circuito dos blocos.

→ O Vacimóvel também ficará estacionado durante os dois dias, das 11h às 18h, na praça São Cristóvão para os foliões que quiserem atualizar a situação vacinal. Para ser vacinado é necessário apresentar um documento de identidade e o cartão de vacinas. Serão aplicados os imunizantes de rotina do Calendário Nacional de Vacinação ou contra a covid-19 que estiverem em atraso e/ou no prazo para recebimento.

Matéria completa em: https://tvbetim.com.br
https://jornaldeminas.com.br
https://facebook.com/jornaldeminasoficial

você pode gostar