Lar Todas Noticias Técnicos e professores do IF Sul de Minas aderem à greve de instituições federais

Técnicos e professores do IF Sul de Minas aderem à greve de instituições federais

por
0 comentário


Alguns setores de universidades federais da região também aderiram ao movimento. Instituições federais de ensino da região aderem ao movimento de greve
Técnicos e professores do Instituto Federal do Sul de Minas (IF Sul de Minas) aderiram à greve de instituições de ensinos federais. Alguns setores de universidades federais da região também aderiram ao movimento.
📲 Participe do canal do g1 Sul de Minas no WhatsApp
Técnicos e professores dos institutos federais de Passos, Inconfidentes, Pouso Alegre e Poços de Caldas já estão de greve, assim como professores do Cefet de Varginha e Nepomuceno e também alguns técnicos da Universidade Federal de Alfenas (Unifal).
Técnicos e professores do IF Sul de Minas aderem à greve de instituições federais
Reprodução EPTV
Na Universidade Federal de Lavras (Ufla), os técnicos estão em greve desde o mês passado. Já os docentes ainda vão passar por assembleia. As outras universidades federais da região estão com assembleias marcadas para os próximos dias.
Unifei fica de fora por enquanto
A Universidade Federal de Itajubá (Unifei) fez uma assembleia nesta segunda-feira (15). Professores e técnicos decidiram por não instaurar a greve, mas o indicativo dela continua, o que significa que isso pode ser votado novamente nas próximas reuniões.
Entre as reivindicações dos movimentos estão o reajuste salarial, reestruturação de carreira e recomposição do orçamento.
Os docentes pedem reajuste de 22,71%, dividido em três parcelas iguais de 7,06%, em 2024, 2025 e 2026. Até o momento, o governo federal propõe aumento total de 9%, por meio de duas parcelas de 4,5% em 2025 e 2026.
Em nota, o Ministério da Educação (MEC) afirmou que “vem envidando todos os esforços para buscar alternativas de valorização dos servidores da educação, atento ao diálogo franco e respeitoso com as categorias e que, no ano passado, o governo federal promoveu reajuste de 9% para todos os servidores.
Veja mais notícias da região no g1 Sul de Minas

você pode gostar